Endereço:

Rua Vergilio Ferreira, Nº 11
8005-546 FARO

email:

grupo@grei.pt

A Identidade do Professor

Created by potrace 1.16, written by Peter Selinger 2001-2019
Cadernos do GREI nº22

CADERNOS

do GREI

Partindo de uma abordagem sociopsicológica que equaciona determinados aspetos da pessoalidade e da profissionalidade, com base em modelos e teorias relativos à problemática da identidade, procura-se delinear um quadro de referência que possa contribuir para compreender e superar a crise identitária que, nos nossos dias, dificulta a construção de uma adequada identidade do professor.

Queria saber se me mudaram esta noite! Deixa-me pensar: será que eu era a mesma quando me levantei esta manhã?
Quase diria que consigo lembrar-me que me senti um pouco diferente.
Mas se não sou a mesma, então há que perguntar: Quem sou eu neste mundo? Ah! Este é um grande quebra-cabeças!
Lewis Carroll, in Alice’s adventures in Wonderland (1865)

Uma abordagem sociopsicológica do desenvolvimento pessoal e social.

A abordagem delineada neste texto decorre duma perspetiva crítica cujos fundamentos visam clarificar a problemática da identidade do professor, num contexto que permita superar o difuso e imbrincado campo semântico de onde emergem os conceitos que lhe estão subjacentes, os quais remetem para posicionamentos teóricos implícitos, muitas vezes alicerçados em equívocos e opções de pertinência duvidosa.

De facto, noções como auto-conceito (self-concept), conceito de si (concept de soi), imagem de si, autoestima, e, mais recentemente, self, ou no caso vertente identidade, surgem na literatura sobre esta temática quase sempre associadas a uma amálgama indistinta de objetivos que decorrem duma necessidade pragmática de investigação empírica, excluindo, normalmente, qualquer conceptualização teórica, como se esta se tratasse de um vírus a combater.

Não sendo fácil delimitar as fronteiras entre o rigor conceptual e a especulação doutrinária, a tarefa que empreendemos, sendo notoriamente relevante, exige todavia confrontar ou reerguer velhas querelas. Consequentemente, tal estratégia visa evitar que os professores – não obstante a indiscutível utilidade e pertinência do seu papel – possam vir a comprometer-se, mesmo que inconscientemente, numa complacente degradação da qualidade do sistema educativo.

Partilhar o artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
GREI BRANCO

Entrar em contacto