Ana Tomé

Ana Tomé

Bacharelato em Fisioterapia na Escola Superior de Tecnologia Saúde de Coimbra. 2º ciclo da Licenciatura Bi-etápica em Fisioterapia, na mesma Escola (Em 2003-2004). Certificado de Aptidão Profissional como formadora (2001). Pós-graduação em Fisioterapia Cardio-respiratória (ESTeS de Lisboa - 2005). Mestrado em Fisioterapia, área de especialização de Saúde Pública (ESS Setúbal, ENSP e FCM – UNL, 2009-2011).

Iniciou Atividade profissional em clínica privada em agosto, de 1998. De dezembro de 1998 a julho 2005, exerceu funções no Hospital de S. Teotónio – Viseu. Desde julho 2005, até atualidade exerce funções no Centro Hospitalar Universitário do Algarve - Unidade de Faro. Apesar de grande parte da sua atividade profissional se desenvolver ao nível hospitalar, mais centrada na área da Fisioterapia Cardio-respiratória e Reabilitação Cardiaca, dedicou-se também ao estudo e intervenção ao nível das condições neurológicas, músculo-esqueléticas e pediatria, que sempre despertaram o seu interesse e motivação. Complementou sempre a sua atividade hospitalar com prática em gabinete privado e apoio domiciliário.

Ao longo da sua carreira profissional colaborou ainda como Educadora Clínica de alunos de fisioterapia e formadora em diversas formações. Autora e Co-autora de posters e comunicações orais, na área da Fisioterapia e Reabilitação Cardíaca em Congressos Nacionais e Internacionais e preletora em diferentes eventos de Fisioterapia.

Atualmente as suas principais áreas de interesses e estudo são: biomecânica, cinesiologia, dor, envelhecimento, terapia manual, reeducação postural, controlo postural/motor, disfunção de articulação temporomandibular, cefaleia, terapia pelo movimento/exercício terapêutico, atividade física e saúde, promoção e educação da e para a saúde.

 

ORCID - Connecting Research and Researchers

Capítulos de livros:

• Veloso Gomes, Ana Tomé (2013); Manual de Reabilitação Cardíaca, Capítulo VI - Retorno ao Desporto; Sociedade Portuguesa de Cardiologia 1ª edição, 2013, pp:173-177; Astrazeneca (Depósito legal 358249)

 

Outras publicações:

• Fragilidade e Funcionalidade - Contribuição da fisioterapia na avaliação do idoso com insuficiência cardíaca [Revista OMNIA Nº10.1] 2020

• Envelhecimento Ativo - Recomendações para além do exercício físico [Revista OMNIA Nº9.2] 2019

• Literacia em Saúde. Informar e capacitar para prevenir a doença [Revista OMNIA Nº8.2] 2018

terça-feira, 11 março 2014 23:32

Conhecer e Prevenir Doenças Cardiovasculares

As doenças cardiovasculares, principal índice de morbilidade e mortalidade prematura nos países desenvolvidos, têm causas multifatoriais mas resultam normalmente de fatores de risco modificáveis. A sua elevada prevalência justifica que a prevenção mobilize um adequado planeamento dos cuidados de saúde, indissociável da mudança de estilos de vida, no sentido de diminuir a sua incidência e minorar as suas consequências.

Sabemos que as doenças de falta de ar e asfixia são as mais perigosas para o corpo. (...) poderemos recorrer à salsaparrilha para descongestionar o fígado, ao ferro para descongestionar o baço, ao enxofre para os pulmões (...).
Mas nenhum remédio descongestiona tão bem o coração como um bom amigo.
Francis Bacon in Essays (1597)

Fatores de risco e planeamento de cuidados de saúde
Autor: Ana Tomé

Não quer perder as novidades? Subscreva

Nome*
Email*

Nós não enviamos spam para sua caixa de correio.

Confirmo*

que li e aceito a Política de Privacidade

Subscrever