Serão os Pobres Mais Vulneráveis? Serão os Pobres Mais Vulneráveis?
15 abril, 2015

Serão os Pobres Mais Vulneráveis?

Este texto apresenta uma revisão da literatura relativa à interação entre os fatores de risco familiar, a parentalidade e a vulnerabilidade psicossocial. Procura-se, sobretudo, compreender a relação existente entre algumas perturbações psicopatológicas dos adolescentes e a incidência de certas circunstâncias de vida que comprometem os recursos parentais, fomentando um eventual sofrimento psíquico e uma concomitante manifestação de dificuldades emocionais e comportamentais.

Os filhos dos pobres definiam-se por não irem à escola, serem magrinhos e morrerem muito. Ao perguntar as razões destas características insólitas foi-me dito com um encolher de ombros – o que é que o menino quer, esta gente é assim – e eu entendi que ser pobre, mais do que um destino, era uma espécie de vocação, como ter jeito para jogar bridge ou para tocar piano.”
António Lobo Antunes in Livro de Crónicas (1998)

Recursos parentais e problemas psicológicos na adolescência.
Autor: Ida Lemos

Deixe um comentário

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). O código HTML não é permitido.

Não quer perder as novidades? Subscreva

Nome*
Email*

Nós não enviamos spam para sua caixa de correio.

Confirmo*

que li e aceito a Política de Privacidade

Subscrever


Temos por propósito fundamental contribuir para a reflexão conducente ao diálogo interdisciplinar entre vários domínios do conhecimento, nomeadamente nas áreas das ciências, das artes e da filosofia.